RSS

4 Horas

Se eu perdesse quatro horas a ver-te sonhar
Como pagarias tu esta dívida?
Das mil histórias que eu te tento sussurrar
Para recuperar a magia

É sempre tudo à tua maneira
É sempre tudo à tua maneira

Se acreditasse que tudo dura para sempre
Aqui eu nunca estaria
E sei que um coração muda de repente
E como a sensação é fria

É sempre tudo à tua maneira
É sempre tudo à tua maneira

Refrão:
Mas assim o que esperas de mim?
O que podes esperar que eu faça sem ti?

Se conseguisse transparecer algo mais do que sou
Talvez criasse contigo alguns acasos
Com a lenha a arder e o céu a estrelar
Há quatro horas que dormes a meu lado

É sempre tudo à tua maneira
É sempre tudo à tua maneira

Refrão

O rio que corre a teus pés não sabe pra onde vai>
Quer-me largar no mar onde acabar
Acordas junto a mim para me agarrar
Quando nos vejo aos dois perco-me a sonhar
A esquecer que estou a sonhar

O que podes esperar, o que podes esperar
Que eu faça sem ti, que eu faça sem ti?
(Eu durmo junto a ti
Mas não consigo acordar
Eu nado contra o rio
Para ser teu, estou-me a afogar)

Letra: Luke d'Eça
Música: 4Taste

Fonte: 4 taste 4 Ever

0 comentários: